Começo a dieta e desisto, o que devo fazer?

13/04/2016 03:00

A gente sabe que começar uma dieta não é nada fácil.

Segunda por exemplo, é o dia mundial de mudar o estilo de vida e deixar de lado tudo que julgamos nos fazer mal.

Primeiro passo é ter paciência.

Não ache que vai emagrecer da noite para o dia e nem tente ser radical a ponto de cortar tudo de uma só vez para ter resultados imediatos.

Tem que emagrecer com saúde, é importante e você precisa cuidar bem da sua alimentação, do seu corpo e do seu bem-estar.

Se você começar do jeito errado, a chance de não levar a sério e desistir de tudo é grande.

Maçã com chocolate e maçã in-natura

Para sua nova rotina saudável você vai precisar de dedicação, arrumar um tempo, ter determinação, disciplina e muita, mas muita paciência.

Os resultados serão fantásticos e farão cada sacrifício ter valido a pena.

Não seja tão radical com você mesma. Então, busque melhorar sua alimentação dia após dia.

No primeiro dia substitua o pão francês que você adora por uma fatia de pão integral com queijo saudável (ricota, cottage) e mantenha sua alimentação normal ao longo do dia.

No outro dia você pode manter uma forma mais light, troque o arroz branco na hora do almoço pelo arroz integral e assim por diante. O integral dá uma saciedade maior.

Do jeito certo e sem sofrer faz com que você acostume com uma nova rotina e a chance de desistir diminuirá muito.

Inicie sempre o almoço e o jantar com um belo prato de folhas verdes.

As fibras desses alimentos farão com que você sinta menos fome ao comer o restante.

Demore para comer (use uma colher ou garfo menores), deguste cada pedacinho.

Isso vai lhe dar a impressão de que você comeu mais. Nunca coma de pé.

Nada de pegar uma delícia e ir engolindo pela casa.

Pare tudo, sente-se e coma em paz.

Mesmo que seja um iogurte na hora do lanche.

Evite ir ao supermercado com fome, pois você pode cair em tentação e acabar experimentando e até comprando o que não deve. Faça as compras depois das refeições.

Quando você fica muitas horas sem comer, o cérebro entende que não há comida e entra em regime de economia, baixando a taxa metabólica, ou seja, gasta menos calorias.

Dê intervalos de três a no máximo quatro horas entre as refeições.

Isso ensina o corpo a sentir fome só nos horários determinados.

Na hora do lanche, que tal um sanduíche light de queijo-de-minas magro e peito de peru?

Ele tem carboidratos complexos e proteína magra, que vão auxiliá-la a se sentir saciada por mais tempo.

Não deixe em casa alimentos que engordem, pois quando bater aquela ansiedade ou a fome, certamente você vai escolher os mais calóricos. Xô!

O metabolismo noturno é mais lento: faça uma refeição leve, diminuindo os carboidratos. Priorize o consumo de legumes e uma proteína magra.

Torne-se quem sempre quis ser