Parecem saudáveis, mas não são!

21/03/2020 13:16

Para uma alimentação saudável é recomendado a diminuição de açúcar, de alimentos gordurosos, industrializados e a substituição pelo mais saudável.

Nem todos os alimentos tidos como saudáveis são uma boa opção para emagrecer ou evitar doenças relacionadas à má alimentação.

Existem alimentos que possuem uma grande quantidade de conservantes, açúcar, além de sódio e corantes. Tudo que a gente precisa evitar para não ter problemas futuros.

Esses alimentos aparentemente saudáveis aos nossos olhos, podem trazer problemas como o aumento do nível de glicose - o que resulta no diabetes - colesterol, doenças cardíacas e cálculo renal.

Com as questões mais saudáveis e até mesmo uma consciência em comer bem, é comum que façamos substituições, mas você precisa estar alerta para saber se essa “troca” está realmente sendo compensada e trazendo benefícios e não mais prejuízos para você.

Muitos alimentos parecem bons, mas contêm diversas substâncias prejudiciais à saúde.

Neste artigo vamos discutir melhor o assunto e te ajudar a fazer escolhas mais saudáveis em sua alimentação.

Riscos de uma má alimentação

A má alimentação domina muitos cenários do nosso cotidiano.

Ela se aplica quando um indivíduo escolhe opções mais práticas e rápidas, porém ricas em gorduras ruins, sódio e açúcar.

Abstraindo de vez do cardápio saudável alimentos como: frutas, verduras, legumes, cereais e grãos.

O clichê “você é o que você come”, se aplica e muito. Você pode sim controlar o que não te faz bem.

Os riscos de uma má alimentação podem ocasionar inúmeros problemas a sua saúde como:

  • Obesidade;
  • Gastrite;
  • Colesterol alto;
  • Hipertensão arterial;
  • Desnutrição;
  • Doenças degenerativas;
  • Anemia nutricional;
  • Prisão de ventre;
  • Câncer.

Quer melhorar a sua alimentação?

Parecem ser saudáveis, mas não são

Se você deseja melhorar sua alimentação, temos uma dica para te dar: Comece!

Você sabe em que deve apostar e o que deve deixar de lado.

O segredo é a constância!

A chave aqui é adquirir hábitos mais saudáveis e que garantirão a você muito mais energia, bem-estar e saúde.

Você não precisa deixar de comer algo gorduroso, como aquela pizza que tanto ama, aquele salgado que era o seu favorito. Porém: TODO DIA, NÃO!

Mas uma vez ou outra, pode! Combinado?

Você sabia?

A maneira como é feito o processamento dos alimentos determina o perfil de nutrientes e o sabor deles.

Quanto mais processados eles forem, menor o seu valor nutricional e maior serão as quantidades de substâncias que ocasionam danos à saúde.

Os alimentos quando são ultra processados, tendem a elevar os índices de sódio e de açúcar, que podem causar hipertensão, diabetes, entre outras doenças.

Você sabe a diferença?

Alimentos Industrializados

Parecem ser saudáveis, mas não são

Os alimentos industrializados, bem como os alimentos processados e os ultras processados, causam problemas à saúde se consumidos em excesso.

No processo de industrialização, o alimento natural recebe grandes quantidades de sal e açúcar, o que afeta o valor nutricional de cada um deles, aumentando seu valor calórico.

No caso de dúvida, verifique o rótulo.

Uma grande quantidade de ingredientes e itens que não são encontrados na sua cozinha, podem te trazer um efeito contrário e não tão desejado.

Alimentos Light e Diet

Parecem ser saudáveis, mas não são

Sempre nos deparamos com produtos Light e Diet, mas muitos não sabem a diferença.

Você sabe diferenciá-los?

Muitos acreditam que ambos ajudam na dieta ou que podem ser usados por diabéticos tranquilamente. Mas será que é verdade?

Diet

Os alimentos diet são alimentos destinados para fins especiais.

A substância reduzida nestes produtos não necessariamente é o açúcar.

Os alimentos sem sal ou sem gordura são indicados, por exemplo, para os hipertensos e pessoas com o colesterol alto.

Esses produtos não são aconselhados para quem realmente quer emagrecer, pois eles não apresentam uma redução significativa de calorias.

Por exemplo, em um chocolate diet, a quantidade de calorias é bem semelhante à do chocolate normal.

A diferença é que nesse produto não há açúcar, mas, em compensação, é necessário o acréscimo de gordura para a consistência do produto.

Light

Diferente dos produtos diet, os light devem ser consumidos por pessoas que buscam uma alimentação mais saudável.

Esses alimentos apresentam uma redução de alguns nutrientes ou de valor energético, em no mínimo 25%, quando comparados com o produto convencional.

A redução energética, neste caso, ocorre na retirada de certa quantidade de carboidratos ou gordura.

É importante ressaltar que em alimentos light, ocorre a redução de nutrientes como sódio, o que consequentemente não reduz no número de calorias.

Lembrando que: a diminuição de algum nutriente pode ocasionar na adição de outro para manter a consistência e o sabor.

É importante que você avalie os rótulos, pois, muitos deles são comparados a produtos convencionais de outras marcas.

 

Alimentos processados e ultra processados

Parecem ser saudáveis, mas não são

Esses alimentos são os grandes vilões para a saúde.

Com a correria do dia a dia e pela praticidade que proporcionam, os alimentos processados e ultra processados acabam sendo os mais desejados.

Uma vez ou outra? Ok! Sempre? Jamais!

O câncer e a obesidade estão entre os malefícios provocados por eles.

O consumo em excesso de açúcar e de alimentos processados e, principalmente, dos ultras processados tem levado muitos a ganharem peso e se tornarem obesos.

Cada vez mais as pessoas escolhem produtos instantâneos, congelado, e de fácil preparo.

Pela falta de tempo, acabam deixando de lado o preparo de algo saudável para apostarem no que levam minutos para ficarem prontos, ou nem isso!

Os produtos processados são aqueles que levam grande adição de açúcar, sódio e outros itens para que durem mais, se tornem mais gostosos, saborosos e agradáveis ao seu paladar.

Já os ultras processados são prontos para consumo e passam por mais etapas nas indústrias e fábricas até chegar à sua mesa.

Eles recebem ainda muito mais açúcar, sódio, gorduras e conservantes.

Estão entre eles os empanados, congelados, sopas e sucos em pó, refrigerantes, biscoitos, entre outros.

Uma dica para conhecer melhor os produtos que vai consumir é: Fique atento aos rótulos! Quanto mais ingredientes relacionados no rótulo, pior será o alimento.

Se, ao começar a ler, você detectar: farinha branca, açúcar e/ou sódio, esse alimento não é tão apropriado assim para o seu consumo.

Quanto menos ingredientes, melhor!

Quanto mais nomes estranhos tiver e você não conhecer, mais chances de você estar consumindo porcaria, corante, conservantes e por aí vai.

Transgênicos

Parecem ser saudáveis, mas não são

Os transgênicos são aqueles alimentos modificados geneticamente.

Eles são produzidos em laboratórios, por técnicas artificiais, experimentais e por engenharia genética.

É obrigatório um rótulo de identificação em alimentos transgênicos com intuito de alertar os seus consumidores do que estão levando para casa.

O símbolo padronizado é um T no interior do triângulo amarelo e deve estar inserido na embalagem dos alimentos.

Parecem ser saudáveis, mas não são

Algumas vantagens dos alimentos transgênicos são:

  • Maior produtividade;
  • Redução de custos;
  • Aumento do potencial nutricional dos alimentos;
  • Maior resistência às pragas (insetos, vírus, fungos, bactérias) e aos agrotóxicos;
  • Redução do uso de agrotóxicos.

As desvantagens são:

  • desenvolvimento de doenças, reações alérgicas e câncer;
  • desiquilíbrio ambiental como poluição do solo, da água e do ar;
  • contaminação de sementes, entre outros.

Fast-Food

Parecem ser saudáveis, mas não são

Fast-food é um termo em inglês que quer dizer: “comida rápida”.

Geralmente é a escolha de muitas pessoas que amam praticidade e não tem tempo para preparar a sua própria comida.

Os riscos que esses alimentos trazem é preocupante!

Eles são desprovidos de nutrientes básicos para o funcionamento do corpo humano, além de serem fartos de gordura.

Cada dia mais aumenta o número de consumidores deste tipo de alimento e, com isso, as taxas de obesidade e outros problemas alimentares deslancham gradativamente.

Além de todos os riscos já citados, na maioria das vezes, os consumidores não digerem bem os alimentos, pois vivem às pressas, comem em frente ao computador, dirigindo, ao telefone.

Nitidamente, não existe concentração na mastigação, dificultando a absorção dos nutrientes.

Contudo, o consumo não é proibido, mas tenha muito bom senso ao consumi-los!

Escolha sempre uma alimentação saudável e que seja rica em nutrientes.

Aposte nos exercícios físicos constantes e mantenha o seu corpo ativo.

Quando se mantém uma rotina saudável, você poderá se dar ao luxo de consumir, uma vez ou outra, aquele fast-food que gosta.

Porém, que não seja constante e que isso não substitua a alimentação básica que você precisa ter.

Sal e açúcar

Parecem ser saudáveis, mas não são

De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), apenas 10% do total de calorias consumidas diariamente devem ser provenientes do açúcar.

Uma dieta normal e saudável deve restringir-se a 5%.

O ideal é que uma pessoa consuma apenas 25 gramas de açúcar por dia, no máximo 50 gramas.

O problema decorrente ao uso excessivo do açúcar resulta não só nas caries, a pessoa pode adquirir doenças crônicas sérias, tais como problemas cardiovasculares, hipertensão, diabetes e até mesmo cânceres.

Tenha muito cuidado ao ingerir alimentos ricos em sódio - componente do sal de cozinha – já que ele pode trazer sérios danos à saúde.

Apesar de ser importante para o organismo, o sódio está relacionado com problemas cardiovasculares e renais.

Ele traz problemas como aumento de pressão arterial, causa retenção de água no organismo, além de problemas nos rins e uma sobrecarga no coração.

Como vencer a rotina comendo corretamente?

Parecem ser saudáveis, mas não são

Sabemos que a rotina corrida muita das vezes é a desculpa para não aderir a alimentação mais saudável.

Mas se você quiser reverter isso, basta se organizar.

Dá para comer bem, gastando pouco e ainda mantendo a saúde em dia.

Listaremos algumas dicas para que você possa manter a sua rotina de forma consciente e correta:

  • Programe os seus lanches e alimentação com antecedência;
  • Não pule o café da manhã (ele precisa ser reforçado e te manter firme ao longo do dia);
  • Faça substituições saudáveis; 
  • Faça compras de maneira conscientes;
  • Hidrate-se, muitas vezes não é fome, é o seu corpo dando sinais de que precisa de água;
  • Tenha sempre uma garrafinha de água ao seu alcance;
  • Pegue leve no jantar, escolha opções mais leves e fáceis de digerir;
  • Procure a ajuda de um nutricionista;
  • Não pule refeições, na próxima alimentação você vai querer comer o mundo e colocará o projeto todo a perder;
  • Pratique algum tipo de exercício e esporte, isso vai te manter ativa, garantindo bem-estar e bons resultados.

Busque a ajuda de um profissional

Parecem ser saudáveis, mas não são

Um nutricionista é o profissional mais adequado para te auxiliar nas mudanças de hábitos.

Ele quem irá prescrever o seu novo plano alimentar, a partir das suas limitações e objetivos.

Sem contar que ele te ajudará na prevenção de possíveis doenças e na sua recuperação a partir do consumo dos alimentos.

A nova rotina, mesclando treinos e boa alimentação, te ajudará com grandes benefícios.

Você irá garantir qualidade em seu sono, vai manter um peso ideal, terá muito mais disposição e bem-estar, além do orgulho pelas novas escolhas.

Conclusão

Agora você já tem uma noção do que parece ser saudável, mas não é.

Aproveite para se atentar aos rótulos, leia a lista dos ingredientes, se especifique do que está levando para casa.

Descasque mais e desembrulhe menos!

Seja qual for o seu plano alimentar e os seus objetivos, comece.

Aposte na mudança. Não desista. Sem nóia, seja consciente.

Se precisar de uma ajuda com roupas de treino confortáveis, com estampas exclusivas e que te permitam muito mais liberdade dos movimentos, escolha a FITMODA.

Estamos juntos no projeto e temos certeza que você irá se sair muitíssimo bem com a nova rotina.