PEIXES: UM DOS MELHORES AMIGOS DA SAÚDE HUMANA

19/04/2019 18:00

A Páscoa é uma das celebrações mais importantes em que comemora a morte e a ressurreição de Jesus Cristo. Relembrada pela época a Quaresma, período do ano litúrgico que se refere aos 40 dias em que Cristo jejuou no deserto, antecede o feriado.

Na tradição dos católicos, durante a Quaresma até o Domingo de Páscoa, o peixe é carro-chefe no cardápio de quem substitui a carne vermelha, em sinal de respeito e penitência.

Todavia o consumo de peixe que se renova na tradição ao longo do tempo, deveria ser opção para o ano inteiro, afirmam os especialistas. As propriedades nutricionais dos pescados fazem deles uma ótima alternativa de proteína para uma alimentação saudável.

peixe

Por que devemos comer peixes?

O maior consumo de peixes é uma ótima busca para uma alimentação mais saudável. Os peixes apontam pontos privilegiados em relação as outras carnes, uma vez que em sua maioria apresentam ômega 3 e são fontes de ferro, vitamina B12 e cálcio. Em tese, os peixes são excelentes fontes de aminoácidos, contêm proteínas de alto valor biológico e gorduras insaturada, elementos de extrema importância para um bom funcionamento do corpo.

Peixes são Ricos em Ômega 3

Os ácidos graxos do tipo do ômega 3 não são produzidos em nosso corpo e são essenciais para o nosso organismo, uma vez que essa gordura é predominante no peixe, ela proporciona grandes benefícios à nossa saúde, como:

  1. Diminuição dos riscos de doenças cardiovasculares e acidente vascular cerebral (derrame cerebral);
  2. Redução da pressão arterial;
  3. Ação anti-inflamatória;
  4. Diminuição das taxas de triglicérides;
  5. Diminuição do colesterol total no sangue

Valor Nutricional

Além das gorduras saudáveis, os peixes são ricos em nutrientes que incluem proteínas de qualidade e iodo. Vitaminas lipossolúveis como A, E, principalmente D e vitaminas hidrossolúveis como niacina, ácido pantotênico também fazem parte desse quadro nutricional junto à outros minerais importantes como: sódio, potássio, magnésio, cálcio, ferro, fósforo, iodo, flúor, selênio, manganês e cobalto.

Saúde do Sistema Cardiovascular

Infartos e acidentes vasculares já representam as duas maiores principais causas de óbito prematuro em todo mundo. Visto que peixes concentram grande quantidade de ômega 3, que por sua vez reduzem a pressão arterial e os níveis de triglicerídeos e colesterol ruim no sangue, consequentemente minimizando os riscos de problemas cardiovasculares.

Perda de Peso

O peixe é uma carne magra sem alto teor de gordura, como as demais carnes, por isso acaba sendo um aliado na inserção de uma dieta quando combinado a um plano de exercícios.

Desenvolvimento Humano

O alimento contém ADH, que é o mais importante ácido para o desenvolvimento humano, dado que ele se acumula no cérebro e nos olhos influenciando o progresso da função motora.

Aumento da Massa Cinzenta

Pessoas que comem peixe regularmente têm mostrado que possuem menores taxas de declínio cognitivo, isso acontece devido ao aumento de massa cinzenta que é o principal tecido funcional presente no cérebro, que abrange os nossos neurônios responsáveis pelo processamento de informações e armazenamento de memórias, o que auxilia na proteção contra a deterioração decorrente do envelhecimento.

Prevenção e Tratamento da Depressão

A depressão é um transtorno mental grave que está entre os principais índices de problemas de saúde do mundo, ela se caracteriza por ansiedade, alteração de humor, tristeza profunda, falta de energia e interesse na vida. Os ácidos graxos do tipo ômega 3 presentes no peixe, são benéficos contra a depressão por serem uma fonte de gordura boa, indispensável para compor estruturas do nosso cérebro, melhorando até a eficiência de alguns medicamentos antidepressivos. Além disso, os óleos do ômega 3 registram a capacidade de abaixar os níveis de cortisol do corpo, o hormônio do stress.

Vitamina D

Os peixes, principalmente os mais gordurosos, são grandes fornecedores de vitamina que em conjunto com o cálcio previne e trata de doenças como a osteoporose fortalecendo a saúde dos nossos ossos.

Além de todos esses tópicos, a inserção do peixe no cardápio também apresenta diversos outros benefícios como:

  1. Redução dos riscos de desenvolvimento de doenças autoimunes como Diabetes;
  2. Combate às espinhas;
  3. Prevenção de asma em crianças;
  4. Qualidade de sono;
  5. Redução de inflamações;
  6. Melhora do funcionamento ocular;

salmao cru

Cada peixe dispõe de uma característica diferente e tem poder de atuação em um determinado objetivo.

  • Ganhar massa muscular: Abadejo e Atum.
  • Definir / Perder gordura corporal: Bacalhau e Cação
  • Melhora da saúde: Sardinha e Arenque.

Peixes Magros

Os peixes que apresentam uma menor quantidade de gordura em sua composição (até 10% de gordura) mas que apresentam outras propriedades nutricionais importantes são: badejo, carpa, corvina, dourado, garoupa, linguado, pescada, bacalhau, bonito, cação, carpa, dourado, espada, lambari, linguado, merluza, namorado, pescada, pintado, robalo, tainha, truta.

Peixes Gordos

São os peixes que contêm mais de 10% de gordura, que apresentam de carne mais escura, como o arenque, atum, anchova, bagre, cavala, pirarucu, salmão, sardinha, traíra e tucunaré. Estes peixes apresentam mais gorduras boas e ômega 3 que os peixes magros.

DICAS EXTRAS:

Tipos de Peixes mais Saudáveis

  • Salmão
  • Bacalhau
  • Arenque
  • Mahi mahi
  • Cavala
  • Poleiro
  • Truta arco-íris
  • Sardinha
  • Listrado
  • Tilápia
  • Atum

Peixes que Contêm mais Proteínas

  • Abadejo – cerca de 30g de proteína em 100g
  • Atum – cerca de 28g de proteína em 100g
  • Bacalhau e Cação – Cerca de 27g de proteína em 100g
  • Corvina – Cerca de 25g de proteína em 100g

peixe congelado

Como Escolher Peixes?

Peixes Frescos

  • Devem estar refrigerados
  • Com escamas bem aderidas ou couro íntegro
  • Com olhos brilhantes e transparentes

Peixes Congelados

  • Devem estar bem embalados
  • Conservados em temperatura adequada
  • Sem acúmulo de água ou gelo na embalagem

Peixes Secos

  • Devem estar armazenados em local limpo
  • Protegidos de poeira e inseto
  • Sem mofo, ovos ou larvas de moscas, manchas escuras ou avermelhadas
  • Sem limosidade superficial e odor desagradável